Veja quais são as 5 lesões mais comuns no ciclismo

Andar de bicicleta é fácil, principalmente para quem está acostumado; mas não se engane, pois não é só pegar a magrela e dar voltas e voltas por aí. Apesar de ser uma das modalidades com menos lesões, o ciclismo ainda oferece riscos que não devem ser subestimados. Uma simples queda pode dar muita dor de cabeça. Por isso, vamos ver quais os principais danos causados pelo exercício e como tentar evitar eles.

Tendinites no joelho

Podem ser causadas ao pedalar de forma errada ou com muita sobrecarga (subidas, pedais travados), o que força a musculatura e pode causar lesões. Para evitar, é importante pegar uma bike com o quadro de acordo com seu tamanho e não pedalar com marchas muito pesadas, para não sobrecarregar o joelho. Claro, é importante lembrar de aquecer bem antes de começar a atividade.

Lesões musculares

Atinge o tríceps sural (músculo posterior da perna) e os quadríceps (músculo do fêmur). Os grupos musculares envolvidos no ciclismo podem ser reforçados pela musculação; descansar depois dos treinos mais pesados também é importante para o corpo não ficar sobrecarregado.

Fascite plantar

É o nome dado para aquela sensação de queimação na planta do pé ao tocar o chão. A dor costuma incomodar mais nos primeiros passos do dia ou após o início do treino de bicicleta. São vários os motivos para esse problema: falta de alongamento, obesidade e idade avançada. Calçados próprios para ciclismo e aquecimento adequado podem evitar esse tipo de lesão.

Parestesia peniana ou dos grandes lábios

É a dormência e falta de sensibilidade nos países baixos. O nervo da região, chamado de pudendo, perde parte do sinal de impulso nervoso ao ser comprimido por muito tempo. Por isso, cada ciclista deve saber quanto tempo consegue ficar no selim sem sentir incômodos. Bermudas de ciclismo ajudam a proteger essa área importante, assim como um assento vazado no meio – que também diminui a pressão.

Quedas

A maioria das lesões do ciclismo são causadas em quedas e acidentes. Por isso, é essencial usar os equipamentos de segurança (joelheira, cotoveleira e capacete), seguir as regras de trânsito e conduzir a bike de forma preventiva. Tornozelo, joelho e pulso são as partes do corpo mais afetadas nesses casos; então não deixe de se proteger!

Siga essas dicas para pedalar com mais segurança e evitar problemas. E continue a nos acompanhar, em breve, vamos dar mais conselhos para os ciclistas de plantão. Aguarde!

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *