Entenda a dor muscular tardia (DMT)

Quem nunca reclamou de uma dorzinha nos músculos após um treino, uma corrida ou um futebol com os amigos? Não importa se você é um atleta profissional ou amador, é importante ficar atento às dores musculares.

E se já se passaram mais de 12 horas ou mesmo dias desde que praticou um exercício e ainda sente dores, fique alerta. Você pode estar com dor muscular tardia, também conhecida como DMT.

A dor muscular tardia é um desconforto muscular causado pela mudança da rotina de treinos, prática de novos exercícios ou aumento do tempo ou carga nas atividades executadas. De acordo com estudos da medicina esportiva, esse desconforto ocorre devido a microlesões e microtraumatismos das fibras musculares, provocados pelo excesso de esforço do músculo.

Em alguns casos, a DMT pode se prolongar por períodos de 7 a 10 dias, causando incômodo até em atividades corriqueiras do cotidiano, como descer escadas, ficar em pé por um longo período ou caminhar.

Alguns cuidados e tratamentos para a DMT incluem:

  • Aplicar gelo no músculo e repousar. É importante durante este periodo diminuir a carga de exercícios, profissionais ou não.
  • Praticar exercícios de recuperação ativa.
  • Usar eletroestimuladores. Esses aparelhos possuem programas específicos para o tratamento da dor, como massagens e programas de recuperação ativa, excelentes no tratamento.
  • Tomar medicamentos como analgésicos e anti-inflamatórios somente após prescrição médica.

Fique atento, a dor muscular tardia não é uma doença que necessite da ajuda de um médico especialista, mas não tratada da forma correta, pode levar a lesões mais grave, como uma contratura ou uma distensão muscular. Se você já tomou os cuidados básicos e as dores ainda persistem, procure um médico.

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *