Ciático | Por que dói em tantos lugares?

O maior nervo do corpo humano se estende desde a face posterior do quadril, descendo por trás da coxa e dos joelhos até alcançar o dedo maior do pé, ocupa, portanto, a região desde a coluna lombar até os pés. É o nervo ciático, responsável pela mobilidade dos músculos da perna e, consequentemente, as articulações dos membros inferiores, assim como pelas sensações. Agora continue a leitura para saber porque dói em tantos lugares.

Como surge a dor no nervo ciático?

Inflamações, lesões ou fraturas pélvicas, compressão externa, deslocamento discal, contratura muscular ou mesmo uma hérnia de disco podem representar causas para a irritação do nervo ciático que, a partir desse momento, manifestará reações dolorosas. O dano ao nervo pode ocorrer dentro do canal espinhal ou em outro ponto do percurso que o nervo faz).

Outros sintomas também podem acompanhar a dor no nervo ciático: irradiação da dor para uma das pernas, sensação de queimação, perda de sensibilidade ou fraqueza nos músculos da perna afetada, fisgadas e dormências. Os sintomas vão depender de cada caso.

Em alguns pacientes, a dor no nervo ciático gera somente uma queimação local ou um desconforto mais simples. Já em outros, a dor pode tornar o indivíduo incapacitante, manifestando uma sensação de choque elétrico pelo trajeto do nervo.

A dor no nervo ciática (ou Ciatalgia), que piora bastante a noite, possui diversos fatores de risco, tais como:

– OBESIDADE: Se o corpo estiver com o peso acima do limite recomendado poderá aumentar a pressão sobre a coluna vertebral, sobrecarregando músculos e ligamentos e gerando dores nas costas, além de outras complicações como a dor ciática;

– ENVELHECIMENTO: o avanço da idade provoca mudanças naturais na coluna vertebral que poderão contribuir para a irritação do nervo ciático;

– SEDENTARISMO: a ausência de exercícios físicos acaba enfraquecendo a musculatura de sustentação da coluna, tornando-a suscetível a dores lombares e o consequente surgimento da dor no nervo ciático;

– GRAVIDEZ: a fase resulta em modificações na anatomia da coluna vertebral, viabilizando a compressão do nervo ciático.

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *