5 etapas importantes para montar a sua Clínica de Fisioterapia

Montar uma Clínica de Fisioterapia pode ser o sonho de muitos fisioterapeutas, porém a realização desse sonho exige grande dedicação, planejamento e algum investimento financeiro.

Muitos profissionais que pretendem criar a sua própria clínica não sabem por onde começar e acabam errando no desenvolvimento do negócio. Isso acontece principalmente com fisioterapeutas que atuam em outras empresas e não possuem experiência de mercado e gestão de negócios.

Para estruturação de uma clínica ou consultório de fisioterapia, é necessário entender que o negócio está relacionado à área de saúde, portanto é necessário atenção a vários requisitos e regras que devem ser atendidas, antes da abertura do negócio. Se essa análise não for feita anteriormente, problemas podem acabar prejudicando o negócio futuramente e arriscando o capital que foi investido.

Para auxiliar os fisioterapeutas que pretendem criar a sua própria clínica, consultório ou studio de pilates, e até mesmo os que já possuem o seu negócio, listamos algumas etapas que fazem parte do processo de criação de um novo negócio. Considerando de forma abrangente todos os tipos de negócios possíveis dentro do campo da fisioterapia, sem abordar pontos específicos de alguns tipos de negócio.

Etapas sugerias para abertura do negócio:

1 – Estude e entenda o mercado

Antes de qualquer outra coisa, o primeiro passo é conhecer o mercado regional para os tipos de serviços que você pretende oferecer, mapeando os concorrentes e estudando a demanda e potencial de clientes na sua região de atuação.

2 – Aspectos legais e adequação à legislação

Para abrir um clínica de fisioterapia, é fundamental você seja um(a) fisioterapeuta, pois a legislação em vigor exige que clínicas de fisioterapia sejam dirigida por um fisioterapeuta, que exercerá a atividade na qualidade de responsável técnico, devidamente habilitado para o exercício das funções.

O exercício da atividade na área de fisioterapia é permitido somente aos portadores de habilitação profissional, pois esta atividade de saúde é regulamentada pelo Decreto-Lei 938/69, Lei 6.316/75, Resoluções do COFFITO, Decreto 9.640/84, Lei 8.856/94.

Tratando-se de Pessoa Jurídica:

  • A) Responsabilidade Técnica pelo serviço da empresa perante o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – CREFITO;
  • B) Comprovação do registro do profissional no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – CREFITO;

Tratando-se de Pessoa Física:

  • A) Registro do Profissional no CREFITO;
  • B) Cadastramento do seu consultório no CREFITO.

No caso de dúvidas e maiores informações, você pode consultar o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da sua região, no site do COFFITO está disponível a relação de todos os conselhos regionais no Brasil.

Também é necessário registros, alvarás e documentos para a operação da sua clínica, segue lista de alguns itens que você deve verificar:

  • Registros junto à Receita Federal, para obtenção do CNPJ;
  • Registros na Junta Comercial e Receita estadual, para obtenção da inscrição estadual;
  • Registros junto a prefeitura, para obtenção do alvará de localização e de licença sanitária;
  • Enquadramento no Conselho de Classe;
  • Autorização do Corpo de Bombeiros e alvará de segurança;
  • Cadastro Municipal de Vigilância Sanitária (CMVC), do Sistema Estadual de Vigilância Sanitária (Sevisa);
  • Clínicas, consultórios e studios de pilates tem a obrigação de seguir as normas da Anvisa, a qual é responsável por registros e fiscalização;

3 – Defina o local para instalação da clínica

Escolher o local onde ficará a sua clínica é um fator muito importante para o seu negócio. A escolha do local também está relacionada ao perfil do seu negócio, por exemplo os serviços que serão oferecidos e o público que você pretende atender.

Alguns fatores que você deve considerar e avaliar na escolha do local:

  • O objetivo do negócio e serviços oferecidos;
  • Público a ser atendido e perfil de clientes;
  • Características da população e negócios estabelecidos no entorno da sua clínica;
  • Localização de concorrentes próximos;
  • Proximidade com outros negócios da área de saúde como hospitais e academias;
  • Condições do imóvel em relação ao espaço e segurança;
  • Facilidade de acesso pelas vias públicas e opções de estacionamento;

4 – Defina os serviços oferecidos e o seu público

Depois de escolher um local é importante definir quais serão os serviços oferecidos na sua clínica ou consultório. Na área de fisioterapia existe uma gama enorme de tratamentos e serviços que podem ser oferecidos, por exemplo dentro da fisioterapia clínica, estética e beleza, studios de pilates, entre outros…

5 – Análise de investimento e planejamento financeiro

É importante ter em mente que para a criação de uma clínica de fisioterapia é sempre necessário investimento para estruturação do negócio e também para a sua operação.

Primeiro, é necessário estimar qual o investimento necessário para a estruturação do negócio, que são despesas pré-operacionais e investimento fixo. Segue alguns itens que demandam investimento inicial:

  • Estruturação legal do negócio com documentação e alvarás
  • Organização do local do negócio e ambiente (planejamento e construção)
  • Aquisição de equipamentos para prestação de serviços
  • Aquisição de móveis e utensílios para decoração e estruturação do ambiente

Este artigo é uma adaptação de: SouFisio

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *